Registar
Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12
Resultados 16 a 27 de 27
  1. #16
    Banido
    Registo
    Feb 2013
    Local
    Leiria
    Posts
    6,309
    Avaliação
    3 (100%)
    Sinceramente tb espero que o linux suba. Concorrencia faz nos progredir.

  2. #17
    Tech Novato Avatar de TOPCAT
    Registo
    Feb 2013
    Local
    Marinha Grande
    Posts
    316
    Avaliação
    0
    Citação Post Original de Lord Paulus Cobris Ver Post
    Boas!
    Esse dia pode estar mais próximo que pensas...

    O avanço da comunidade e do suporte para o Linux, está a ganhar balanço...
    Para tal temos que agradecer também á Google e á sua versão do Linux - Android.

    A palavra linux começa a entrar nas bocas das pessoas e o interesse irá ser cada vez maior...
    Não me admira nada que a Google mais para a frente possa lançar um Android Desktop, e que com o seu poder e influencia, possa começar a arrastar para o seu lado as empresas de periféricos que começam a lançar drivers para Linux e Windows.

    A cannonical tem feito um excelente trabalho com a divulgação do Ubuntu e Kubuntu, como plataforma acessível e sem custos, no entanto faltam-lhes a divulgação que só um google poderá actualmente proporcionar...
    A Valve já deu um claro sinal de que a plataforma Linux poderá ser uma alternativa gaming ao windows.
    Basta agora haver desenvolvimentos em termos de suporte das editoras de jogos AAA e claro melhorias do OpenGL como API concorrente ao DX.

    Cumprimentos,

    LPC
    rezo pra que tenhas razao..... para mim o salto será com o lançamento de um SO pra smart phones e tablets..... se apanharem esse mercado rebentam com o resto
    3x Samsung BX2450L | NZXT Phantom Black orange V3 USB 3.0 | Intel Core i5-2500, 3300 MHz | Asus P8Z68-V LX | MSI ATI Radeon HD 7970 | Corsair Vengance 8Gg DDR3 1600Mhrz | Corsair TX850W | SSD Samsung 840 250Gb + 2x HDD 1Tb Samsung + 1x 1Tb WD + 1x 1,5 TB WD | Realtek ALC887 | Corsair Hydro H60 CPU Cooler | Logitech G19 + G700 + G13 | Saitek X-65F

  3. #18
    Banido
    Registo
    Feb 2013
    Local
    Leiria
    Posts
    6,309
    Avaliação
    3 (100%)
    Bem, eu usei e ainda uso Linux através do Android mas vou voltar ao Windows porque este tablet já está de volta. Agora andei a ver assim por alto o que são um kernel monolítico (usado por exemplo no Android) e um kernel híbrido (usado tanto em OSX, como iOS ou Windows) e está explicado porque este Android tem tanto crash. O monolítico é um kernel mais rápido no qual se inclui tudo de uma vez e o hibrido é mais dividido, tem de haver mais comunicações dentro do kernel para as tarefas se processarem, é mais lento. Mas se uma tarefa falha, não compromete todo o sistema. Já no monolítico...

  4. #19
    Tech Iniciado
    Registo
    Feb 2013
    Posts
    25
    Avaliação
    0
    Porque sou obrigado. Tenho uma opinião bastante má de diversas distros de Linux, começando pela mais comum o Ubunto acho-a instável, gráficamente uma trampa, com um suporte mau (e dizem que é o melhor, medo!!), enfim… Usei durante o meu percurso académico quando era obrigado, como programação em tempo real e acesso a hardware que não estava disponível em windows. No entanto sempre que dava para trocar o Linux pelo maior SO Unix era isso que fazia, tenho muito melhor opinião do OSX.

  5. #20
    O Administrador Avatar de LPC
    Registo
    Mar 2013
    Local
    Multiverso
    Posts
    14,581
    Avaliação
    31 (100%)
    Boas Stoned...

    Concordo, não gosto do look do Ubuntu... Pessoalmente uso para consumo "caseiro" o Kunbuntu, com o KDE, que é mais apelativo para mim...
    Em meio profissional uso o CentOS, VMWare, OpenVZ, etc...

    Em termos de OSX não posso falar pois efectivametne nunca o usei (tirando quando vamos a uma FNAC e mexemos nos Mac´s em exposição...
    No entanto sempre olhei para aquilo com bons olhos, parece-me muito limpo, "claro" e de facil funcionamento... E melhor que tudo, a Apple não faz como a MS, que é mudar de repente o interface do Sistema Operativo, cortando com anos e anos de interface...

    O meu OS de eleição é o Windows 7, sendo que tenho ainda o Windows XP num pequeno netbook que uso, por uma questão de rapidez e compatibilidade.
    Testei o Win8 (alias tenho aqui 3 licenças originais), e pessoalmente odiei as olhas que foram feitas para o mesmo... O Metro é um lixo, o interface do Desktop é uma mixordia de opções, quer as do metro quer as do 7, que estão para lá todas misturadas...

    A falta do botão start, e a escolha do charms bar é um desastre completo, tal como os cantos "escondidos"... Sinceramente não sei quem lhes disse que isso seria uma boa ideia... Mas a prova do comboio em descarrilamento é as péssimas vendas do software...
    Alias para verem, nem dado usaria aqui o windows 8... O 7 é tão bom que esse sim parece uma evolução do 8 e não o inverso...

    Cumprimentos,

    LPC

    My Specs:
    Case: Phanteks Eclipse P400S - CPU: AMD Ryzen 5 - 1600 @ 3.9 Ghz - Board: MSI B350 Tomahawk - RAM: 16GB DDR4 G.Skill RipJaws V 3200Mhz Cas 14-14-14-34 (2x8GB) - GPU: ZOTAC Nvidia GTX 1060 AMP! 6GB
    Cooling: Arctic Cooling 3x F14 Silent - CPU Cooler: Arctic Cooling: Liquid Freezer 360 (6xF12 Fans) - Storage: Samsung SSD 840 EVO 1 TB - PSU: EVGA G3 750W - Monitor: ACER XB270HU 1440p @ 144hz G-Sync

  6. #21
    Banido
    Registo
    Feb 2013
    Local
    Leiria
    Posts
    6,309
    Avaliação
    3 (100%)
    Eu bem digo. O Android caminha para dominar o desktop também. A HP anunciou um all in one com Android e sem windows.

  7. #22
    Tech Ubër-Dominus Avatar de Jorge-Vieira
    Registo
    Nov 2013
    Local
    City 17
    Posts
    30,005
    Avaliação
    1 (100%)
    AMD FX-8320E Performance On Linux

    Back in September AMD announced new FX CPUs that included the FX-8370, FX-8370E, and FX-8320E. Back then we reviewed the FX-8370/FX-8370E CPUs under Linux but at the time didn't have our hands on the more affordable FX-8320E processor. In December AMD sent over the FX-8320E and so for the past few weeks I've been happily using this new Vishera CPU.
    Like the FX-8370 CPUs and the other FX CPU launches of 2014, the FX-8320E isn't based on the Steamroller architecture but is another Vishera processor based on the Piledriver architecture. The FX-8320E is an eight core package with a TDP of 95 Watts, down from 125 Watts on the non-E FX-8320. The FX-8320E is clocked at 3.2GHz with a 4GHz max frequency and supports DDR3-1866MHz memory.
    The FX-8320E is designed to compete with Intel's mid-range Core i5 offerings with AMD still not having any answer to Intel's latest high-end CPUs, but hopefully the tide will turn in 2015. At the time of writing the FX-8320E is retailing for about $139 USD from major Internet retailers, down from the original $150 launch price-tag.
    While many would have hoped that AMD would be out with Steamroller-based FX CPUs or even Excavator to heat up the competition with Intel, the FX-8320E is a possible candidate for those with an older AM3+ system that may be looking to upgrade just the processor without having to worry about doing a full system upgrade.
    Given the architecture and that we've tested out many of the Vishera FX CPUs on Phoronix going back to 2012 with the original AMD FX-8350 launch, Linux users really don't need to worry about any compatibility concerns with the FX-8320E or other Vishera CPUs. The motherboards also shouldn't cause any real problems either as long as you're on a modern Linux distribution. Of course, for best support and performance I always recommend running the latest GCC/Clang compiler, Linux kernel, etc.
    In this article are benchmarks of the AMD FX-8320E compared to several other AMD CPUs along with Intel's desktop processors under Ubuntu Linux.

    Toda a review:
    http://www.phoronix.com/scan.php?pag...0e-linux&num=1
    http://www.portugal-tech.pt/image.php?type=sigpic&userid=566&dateline=1384876765

  8. #23
    Tech Ubër-Dominus Avatar de Jorge-Vieira
    Registo
    Nov 2013
    Local
    City 17
    Posts
    30,005
    Avaliação
    1 (100%)
    GHOST, a critical Linux security hole, is revealed

    Researchers at cloud security company Qualys have discovered a major security hole, GHOST (CVE-2015-0235), in the Linux GNU C Library (glbibc). This vulnerability enables hackers to remotely take control of systems without even knowing any system IDs or passwords.
    Qualys alerted the major Linux distributors about the security hole quickly and most have now released patches for it. Josh Bressers, manager of the Red Hat product security team said in an interview that, "Red Hat got word of this about a week ago. Updates to fix GHOST on Red Hat Enterprise Linux (RHEL) 5, 6, and 7 are now available via the Red Hat Network."
    This hole exists in any Linux system that was built with glibc-2.2, which was released on November 10, 2000. Qualys found that the bug had actually been patched with a minor bug fix released on May 21, 2013 between the releases of glibc-2.17 and glibc-2.18.
    Must See Gallery


    Five antivirus scanners for Mac
    Think you don't need an antivirus scanner for your Mac? Get your head out of the sand and get protected!



    However, this fix was not classified as a security problem, and as a result, many stable and long-term-support distributions are wide open today. Linux systems that are liable to attack include Debian 7 (Wheezy), RHEL 5, 6, and 7, CentOS 6 and 7 and Ubuntu 12.04. Besides Red Hat's fix, Debian is currently repairing its core distributions, Ubuntu has patched the bug both for 12.04 and the older 10.04, and I'm told the patches are on their way for CentOS.
    The security hole can be triggered by exploiting glibc's gethostbyname functions. This function is used on almost all networked Linux computers when the computer is called on to access another networked computer either by using the /etc/hosts files or, more commonly, by resolving an Internet domain name with Domain Name System (DNS).
    To exploit this vulnerability, all an attacker needs to do is trigger a buffer overflow by using an invalid hostname argument to an application that performs a DNS resolution. This vulnerability then enables a remote attacker to execute arbitrary code with the permissions of the user running DNS. In short, once an attacker has exploited GHOST they may be capable of taking over the system.
    "GHOST poses a remote code execution risk that makes it incredibly easy for an attacker to exploit a machine. For example, an attacker could send a simple email on a Linux-based system and automatically get complete access to that machine," said Wolfgang Kandek, Qualys's CTO in a statement. "Given the sheer number of systems based on glibc, we believe this is a high severity vulnerability and should be addressed immediately. The best course of action to mitigate the risk is to apply a patch from your Linux vendor."
    Unlike some security announcements, Kandek is not crying wolf. Qualys has developed a proof-of-concept in which simply sending a specially created e-mail to a mail server enabled them to create a remote shell to the Linux machine. According to Qualys, "This bypasses all existing protections (like ASLR, PIE and NX) on both 32-bit and 64-bit systems."
    My advice to you is to now, not later today, now, update your Linux system as soon as possible. After patching it, you should then reboot the system. I know for Linux it's rarely needed to reboot, but since gethostbyname is called on by so many core processes, such as auditd, dbus-daem, dhclient, init, master, mysqld, rsyslogd, sshd, udevd, and xinetd, you want to make absolutely sure that all your system's running programs are using the patched code.
    Noticia:
    http://www.zdnet.com/article/critica...ty-hole-found/
    http://www.portugal-tech.pt/image.php?type=sigpic&userid=566&dateline=1384876765

  9. #24
    Tech Ubër-Dominus Avatar de Jorge-Vieira
    Registo
    Nov 2013
    Local
    City 17
    Posts
    30,005
    Avaliação
    1 (100%)
    Google Drive para Linux pode estar muito perto de ser lançado

    A mudança que a Google fez na sua suite de produtividade mostrou que este serviço tinha muito para evoluir e que este serviço ainda podia crescer noutras dimensões.
    Depois de o passarem a um serviço de alojamento de ficheiros, mas mantendo as capacidades de edição, a Google dedicou-se a criar os clientes de sincronização para os sistemas operativos, mas mantendo sempre a versão Linux fora das suas escolhas imediatas.
    Mas esta realidade pode mudar muito em breve. As imagens do que será o cliente Linux do Google Drive estão já acessíveis e num local bem à vista de todos.



    O cliente que a Google desenvolveu para o Drive permite que os utilizadores sincronizem os conteúdos dos seus computadores e dispositivos móveis para este serviço.
    Esta sincronização funciona de forma bidireccional com os ficheiros criados dentro do Drive, através das aplicações da Google, possam também ser acedidos em qualquer lugar e por qualquer aplicação que as possa editar.
    A Google sempre teve alguma relutância em criar a versão Linux deste cliente, sem que nenhuma razão tivesse sido apresentada. A verdade é que depois da versão para Windows, Mac e para os diferentes sistemas operativos móveis não voltaram a existir novidades.
    As alterações que vão surgindo limitam-se a criar novas funcionalidades nas versões existentes, sem que a versão Linux surja sequer nos planos definidos.
    Mas foram agora encontradas imagens do que pode ser a versão Linux do cliente do Google Drive. Estas estão dentro da versão para OSX, numa pasta específica, onde podem ser vistas por todos.

    Estas imagens surgiram primeiro na versão 1.18.7821.2489 do cliente do Google Drive para OSX, lançado no final do mês de Outubro do ano passado, e mostram como esta versão será.
    Do que é dado a ver o mecanismo será em tudo idêntico ao que existe para os restantes sistemas operativos, com um ícone a estar presente e a permitir controlar as acções e sincronização.
    Do lado do sistema operativo vai existir uma pasta de e para onde os ficheiros vão ser sincronizados, permitindo um acesso por ai e onde devem ser colocados os novos ficheiros.

    É claro que a presença destas imagens não garante que a Google vá lançar qualquer versão do Drive para Linux, mas é dá uma ideia de que poderá estar a preparar o seu lançamento.
    Para já que não existe qualquer data ou outro tipo de confirmação, mas fica mostrado que existem trabalhos no sentido de preparar este cliente e que um dia ele será apresentado, ficando os utilizadores Linux munidos com mais uma ferramenta para poder usar os serviços da Google de uma forma ainda mais abrangente.
    Noticia:
    http://pplware.sapo.pt/linux/google-...e-ser-lancado/
    http://www.portugal-tech.pt/image.php?type=sigpic&userid=566&dateline=1384876765

  10. #25
    Tech Membro Avatar de Filipe
    Registo
    Jun 2014
    Local
    127.0.0.1
    Posts
    655
    Avaliação
    0
    Isso era muito bom, a malta evitava assim a andar com pequenos tricks.
    List of Public DNS Servers! - Internet Censurada? Tenta alterar o DNS.
    aqui como testares o teu DNS!


  11. #26
    Tech Ubër-Dominus Avatar de Jorge-Vieira
    Registo
    Nov 2013
    Local
    City 17
    Posts
    30,005
    Avaliação
    1 (100%)
    Chip Shot: Intel Open Source Continues to Lead in Linux Kernel Contributions

    According to a report released by the Linux Foundation today, Intel tops the list of companies contributing to the Linux Kernel from Sept 2013 through Jan 2015. Of the 239 companies that made submissions to the open source project, Intel made 10.5% of the total contributions. Additionally, Intel has been the most active in introducing new developers to the project. Linux powers 98% of the world’s super computers, most of the servers powering the Internet, the majority of financial trades worldwide and tens of millions of Android mobile phones and consumer devices. The Linux Kernel is the foundation for software running on Linux systems and Intel’s contributions are part of the work done by the Intel Open Source Technology Center in the Software and Services Group. Get the full report.

    Infographic: State of Linux Development

    Noticia:
    http://newsroom.intel.com/community/...-contributions



    A Intel a contribuir fortemente para o Linux
    http://www.portugal-tech.pt/image.php?type=sigpic&userid=566&dateline=1384876765

  12. #27
    Tech Iniciado
    Registo
    Jun 2017
    Posts
    2
    Avaliação
    0
    linux é o melhor sistema privado que podes possuir a custo zero.
    eu nao gosto de ter um computador que sustenta um sistema operativo que tem diversas ferramentas de pós consulta tais como remoto acesso, servidores auto conectados ao teu mac adress, registo de acesso de informação pessoal, auto ativação de microfone e camera, etc. estou a referir as janelas que se vendem aí.
    quantas vezes eu tive de formatar o meu disco rigido porque ficava infestado de bloatware...
    uma coisa é certa, o linux ainda não é perfeito... a secção de jogos fica muito a desejar.
    Mas é algo que dispenso completamente, a favor da privacidade e do conforto que deriva daí.
    O android é muito primitivo. falta ser um sistema operativo de verdade. não pode ser comparado com um desktop OS.
    Um dia, o janelas irá fazer um OS gratuito ou então se irá extinguir. Tudo se encaminha no campo de informatica ser de acesso gratuito a nivel global, assim como o proprio acesso de internet.

 

 
Página 2 de 2 PrimeiroPrimeiro 12

Informação da Thread

Users Browsing this Thread

Estão neste momento 1 users a ver esta thread. (0 membros e 1 visitantes)

Bookmarks

Regras

  • Você Não Poderá criar novos Tópicos
  • Você Não Poderá colocar Respostas
  • Você Não Poderá colocar Anexos
  • Você Não Pode Editar os seus Posts
  •